O que é a tecnologia DMR, no radioamadorismo?

O que é a tecnologia DMR, no radioamadorismo?

É o uso da tecnologia digital , com equipamentos que suportam esta tecnologia, para QSOs
diversos entre radioamadores, seja ponto-a-ponto (entre rádios digitais DMR), seja via
repetidora digital (DMR), seja via um “ponto de acesso” particular (hotspot).
O primeiro princípio básico e fundamental para o uso da tecnologia digital é que o usuário seja
identificado e isto se faz a partir da atribuição de um número (ID) único para cada usuário.
O segundo princípio básico é entender que , no mundo digital (com algumas exceções), em
geral, as comunicações, passarão pela internet. Assim, se, por exemplo, você estiver se
comunicando, via uma repetidora próxima, com uma outra pessoa em qualquer lugar do
mundo, a sua repetidora estará transmitindo a sua comunicação via internet, mesmo que
você esteja conectado a essa repetidora diretamente.
Pode acontecer de você não ter uma repetidora digital ao seu alcance, mas se você tiver
algum ponto de internet, você poderá ter sucesso na sua comunicação com qualquer outra
pessoa do “mundo DMR” se você tiver um HOTSPOT, ou seja um “ponto de acesso”
particular à rede DMR, na internet.

Configurando repetidoras analógicas e digitais

Repetidoras digitais funcionam como uma repetidora analógica no sentido de que, se a repetidora
digital não estiver linkada na internet, você continuará a falar através dela, apenas que só para o raio de
alcance da mesma. Já se ela estiver linkada na internet, você vai poder fazer seus QSOs com o mundo
todo.
Hotspots, por sua vez, utilizam a conexão à internet para colocar o seu rádio (até um pequeno HT digital) em condições de contato com qualquer outro rádio-operador no mundo todo.
É isto que, basicamente, faz um HOTSPOT. Provê acesso à rede DMR (via internet), para o seu rádio
digital, desde que você tenha uma conexão à internet disponível.
MUNDO <—-> INTERNET <—> HOTSPOT <—> RADIO DMR
Para este nosso texto de iniciação ao DMR, vamos considerar 2 redes DMR:
1) rede DMR+ IPSC2
2) rede BRANDMEISTER
Repetidoras digitais podem estar vinculadas a uma dessas duas redes e, consequentemente proverão
acesso a todos os rádios vinculados a cada rede específica.
Hotspots poderão, tal como as repetidoras, estar vinculados a uma dessas duas redes, ou,
simultaneamente, às duas redes, conforme a preferência de configuração do radioamador.
DMR, seja via repetidora, seja via hotspot, não nos tira o prazer de apertar o PTT, de falar ao rádio,
apenas junta duas fontes de comunicação: o rádio e a internet e, com isto, possibilita comunicações a
longa distância até mesmo com o uso de HTs.

Codeplugs

Rádios digitais, para funcionarem, precisam ser configurados, seja via teclado, seja via
microcomputador.
Tal configuração, basicamente, consiste na criação de um arquivo de configuração específico, que
contém todas as informações necessárias para a conexão seja com repetidoras, seja com um hotspot,
seja com outro rádio (ponto-a-ponto), e a maioria dos rádios digitais também opera em modo
analógico, ou seja , as conexões tanto poderão ocorrer via modo digital, quanto via modo analógico.
E, é isto que este arquivo de configuração terá a responsabilidade de efetivar. E a esse arquivo de
configuração, específico para cada rádio, damos o nome de:
“CODEPLUG”;
É preciso configurar o seu radio digital DMR para realizar contatos ponto-a-ponto, via repetidoras
digitais e via hotspot e isto é feito no CODEPLUG (arquivo de configuração) do seu rádio digital
DMR.
A grande diferença na configuração via repetidora ou via hotspot é que , via hotspot você sempre
usará uma mesma e única frequência (definida no hotspot) tanto para transmissão, quanto para
recepção e para todos os seus contatos e/ou grupos de conversação e, via repetidora, usará os
parâmetros definidos para cada repetidora (frequências, off-set, etc).

 

 

 

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

YouTube
YouTube
Instagram